ATUALIZE-SE COM O IMB

Encontre nessa página notícias relevantes do meio jurídico

Evento inaugural da Escola Nacional Superior do IMB reúne Magistrados, Advogados e estudantes de Direito
Fonte: IMB / Fotos: Conceição Sá
Data: 18/11/2022

Novas tendências da Justiça Virtual foi o tema da Aula Magna proferida nesta quinta-feira, dia 17, pelo Diretor Geral da Escola Nacional Superior do IMB (ENSIM), Desembargador Nagib Slaibi Filho. O evento híbrido promovido pelo Instituto dos Magistrados do Brasil-IMB, no auditório da Associação dos Magistrados do Estado do Rio de Janeiro (Amaerj) e transmitido pela página do IMB no Facebook, reuniu Magistrados, Advogados e estudantes de Direito.

Na abertura, o Presidente do IMB, Desembargador Peterson Barroso Simão, lembrou que conhece o Desembargador Nagib há 40 anos, desde a época em que foi Defensor Público, por 10 anos, e mais os 30 anos como Magistrado, que completa agora no mês de novembro. O Presidente do IMB ainda completou:
– O Desembargador Nagib, há 40 anos, já era o meu professor, imaginem o quanto ele sabe 40 anos depois! Realmente ele é um patrimônio cultural e jurídico do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro. Nascido em Visconde do Rio Branco (MG), veio prestigiar Niterói, no Estado do Rio de Janeiro. Trabalhou como policial civil, como Promotor de Justiça do Estado do Rio de Janeiro, como Juiz de Direito por muitos anos e depois como Desembargador. O Desembargador Nagib é alguém que eu, em poucas palavras, diria: é aquele que sabe tudo. Ele é o nosso palestrante de hoje nesse tema importante e atual, sobre a Justiça virtual. E ele, como é essa pessoa visionária e que sabe tanto, é a pessoa indicada para presidir e fazer a primeira palestra da Escola.

 

 

            


O Desembargador Nagib agradeceu ao Presidente do IMB pelo carinho da apresentação e disse que era uma honra “porque o IMB não tinha e agora tem a sua Escola”. O Magistrado, que também é Membro da Academia Brasileira de Letras da Magistratura (ABLM), comentou que o IMB criou a Escola justamente porque foi fundado por Juízes com o caráter de instituto cultural e traçou uma pequena trajetória dos primeiros institutos jurídicos e da criação do cargo de Juiz e da escolada de Direito no Brasil.


O Diretor Geral da ENSIM sugeriu alguns temas para constarem nas pautas dos cursos, palestras e eventos que a Escola deverá programar: o papel do Juiz hoje nas medidas de urgência, o conhecimento universal exigido do Magistrado especialmente na era digital (processo eletrônico), fases do processo, pontos controvertidos do processo, necessidade de segurança para os Magistrados diante das pressões que sofre, processo disciplinar que o Juiz responde, pedido de informações que o Juiz recebe, efeitos das ações coletivas, organização do gabinete do Magistrado, sistema eletrônico e redes sociais.


“Não é só ensinar ao Juiz, temos que ensinar, necessariamente, estratégias para dar à equipe de apoio judicial – os secretários e assessores – um treinamento compatível com as necessidades. E mais: podemos e devemos fazer cursos não só treinando os serventuários, mas existem muitas pessoas que vão trabalhar na Justiça, muitas gratuitamente, e que deveríamos fazer uma forma de dar também para eles a instrução. Em outras palavras, cabe à Escola trabalhar não só para os Juízes, mas também capacitar o pessoal de apoio judicial”, afirmou o Desembargador Nagib sobre a atuação da ENSIM.


Atuou como debatedor o Vice-diretor geral da ENSIM e Diretor Artístico do IMB, Juiz Marcelo Cavalcanti Piragibe Magalhães, que considerou o evento como simbólico e um dia histórico, não só por marcar o encontro inaugural da Escola mas por se realizar no prédio do Museu da Justiça, “local que respira cultura”.


Entre as presenças, o 2º Secretário adjunto do IMB, Desembargador Jean Albert de Souza Saadi, o Diretor Internacional do IMB, Membro do Conselho Consultivo da ENSIM e 2º Tesoureiro da ABLM, Desembargador André Ricardo Cruz Fontes, o 1º Secretário da ABLM e Presidente do Grupo de Estudos sobre História do Direito do IMB, Desembargador Antônio Carlos Esteves Torres, a Membro do Conselho Editorial do IMB e da ABLM, Juíza Maria Cristina B. Gutierrez Slaibi, que fizeram algumas considerações. E, ainda, o Juiz Guilherme Pedrosa Lopes (1ª Vara Cível do TJRJ – Ilha do Governador), o Dr. Genilton Garcia Castilho (Sócio Benemérito do IMB), e os Professores Edson Alvisi Neves e Otto Guilherme Gerstenberger, ambos da Universidade Federal Fluminense (UFF), entre outros.


Previstos para participarem como debatedores, o Secretário da ENSIM, Juiz Wladimir Hungria, e o Presidente do Instituto de Direito Público e Privado do Brasil (IDPP), Dr. Plinio Lacerda Martins, justificaram a ausência, o primeiro por tratamento de saúde e o segundo devido a compromisso no mesmo horário.

topo