ATUALIZE-SE COM O IMB

Encontre nessa página notícias relevantes do meio jurídico

Vice-presidente do IMB, Desembargadora Regina Passos, foi debatedora no lançamento do livro “Metendo a Colher”
Fonte: IMB / Foto: Conceição Sá
Data: 08/04/2022

A 2ª Vice-presidente Instituto dos Magistrados do Brasil-IMB, Desembargadora Regina Lúcia Passos, atuou nesta quinta-feira, dia 07, como debatedora durante o lançamento do livro “Metendo a Colher – coletânea de artigos e outros textos sobre violência contra a mulher”, do Desembargador Wagner Cinelli, no auditório da Ordem dos Advogados – Seção Rio de Janeiro (OAB/RJ). Em suas considerações finais, a Magistrada abordou a questão da violência contra mulheres com deficiência, ressaltando que o tema merece maior atenção das autoridades e mais reflexão da sociedade.

 

Compuseram a mesa de abertura: Desembargadora Regina Lúcia Passos (2ª Vice-presidente do IMB), Dra. Marisa Gaudio (Vice-presidente da Caarj), Dra. Flávia Ribeiro (Presidente da OAB Mulher), Desembargador Wagner Cinelli (autor do livro) e Dra. Mirian Magali Alves de Oliveira (Presidente do Ceam Nova Iguaçu). Dra. Marisa Gaudio abriu o evento, destacando sobre a importância de discutir a respeito da violência contra a mulher, seguida da Dra. Flávia Ribeiro que apontou alguns avanços na legislação desde o surgimento da Lei Maria da Penha, porém lembrando sobre a necessidade de debate mais amplo sobre a violência de gênero.


Iniciando a palestra, a Dra. Mirian de Oliveira falou sobre a trajetória do Centro Especializado de Atendimento à Mulher de Nova Iguaçu, bem como da Superintendência de Políticas Públicas para a Mulher, onde atua desde 200, e do Conselho Municipal de Direitos da Mulher de Nova Iguaçu, o qual preside. Mostrou que a existência e atividades dos três organismos constituem apoio fundamental para as vítimas da violência doméstica. Também apresentou algumas estatísticas sobre o assunto, frisando que a subnotificação dificulta melhor entendimento sobre esse tipo de crime. Ela contou que o Brasil é o 5º país com maior índice de feminicídio no mundo e que 54% das pessoas convivem ou já conviveram com uma mulher em situação de violência. Citou exemplos práticos e finalizou com um vídeo institucional.


O Desembargador Wagner Cinelli assim definiu sua obra:


– O livro “Metendo a Colher” é uma coletânea de artigos em que tentei cobrir muitos dos aspectos que envolvem a violência contra a mulher, a necessidade de empoderamento da mulher na nossa sociedade, que fazem parte de uma equação muito complexa que temos que alterá-la para que seja uma sociedade mais justa mais equânime. A mulher tem que estar em todos os postos de poderes também, nessa partilha d o poder com os homens participando juntamente. A mulher mais empoderada é uma mulher menos sujeita à violência. Precisamos muito disso. Essa é uma violência histórica que existe e é entranhada na cultura. Então, precisamos estar sempre muito atentos, questionando todos esses signos, símbolos que nos circundam o tempo inteiro, eles vêm através da música, das artes, da literatura, do cotidiano e de muitas práticas que encontramos pelo caminho. Temos que ficar atentos para não aceitar essas desigualdades que nos são impostas tantas vezes pela sociedade, pela cultura, para que possamos ter um mundo melhor para eles e para elas, para o mundo todo.


IMB, OAB/RJ e a Caixa de Assistência dos Advogados do Estado do Rio de Janeiro (Caarj) promoveram o evento, que teve presença de Magistrados e Advogados. Dr. Genilton Castilho, um dos organizador do evento, também estava presente. Ao final, todos foram convidados a participar do coquetel.

 

 


Nas fotos, a partir da esquerda:

 

 

Desembargador Wagner Cinelli e Desembargadora Regina Passos

 

 

Des. Wagner Cinelli, Dra. Mirian de Oliveira, Dra. Glória Heloiza, Des. Regina Passos

 

 

 

 

Dra. Marisa Gaudio, Procurador da Justiça Carlos Cícero Duarte Junior, a esposa Des. Regina Passos, Dr. Genilton Castilho e Dra. Glória Heloiza

topo