ATUALIZE-SE COM O IMB

Encontre nessa página notícias relevantes do meio jurídico

Falece o Desembargador Antônio Izaías da Costa Abreu, Associado do IMB dedicado à preservação da história do Judiciário
Fonte: IMB / Foto: TJRJ e Arquivo IMB
Data: 19/01/2022

Com profundo pesar, o Instituto dos Magistrados do Brasil-IMB comunica o falecimento, aos 89 anos, de um dos Associados mais antigos, cadastrado no quadro associativo da instituição desde 01 de março de 1982: Desembargador Antônio Izaías da Costa Abreu. O Magistrado possui em seu currículo uma trajetória de décadas de dedicação à preservação da história do Poder Judiciário, especialmente da Justiça fluminense, onde exerceu a Magistratura e foi promovido ao cargo de Desembargador em 24 de abril de 1997. Aposentou-se em 2002 e, desde então, se dedicou voluntariamente ao Museu da Justiça do Rio de Janeiro, onde permaneceu como membro da Comissão de Preservação da Memória Judiciária (Comemo) até a sua morte.

 

Nascido no município de Bom Jesus do Itabapoana, região Norte do estado, o Desembargador Antonio Izaías da Costa Abreu começou sua carreira na Magistratura em 1972, como Juiz em Itaperuna. Passou por várias comarcas – Santo Antonio de Pádua, Campos dos Goytacazes, Niterói, Petrópolis – até chegar ao Fórum da capital, em 1981. Em 1985 foi convocado para o extinto Tribunal de Alçada Criminal. Em 1997 foi promovido a Desembargador e, no ano seguinte, passou a presidir a 8ª Câmara Criminal.


Magistrado, historiador e escritor, era membro do Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro (IHGB), Vice-presidente da Fundação Miguel de Cervantes, vinculada à Biblioteca Nacional, e membro da Comemo. Também era acadêmico correspondente da Academia Portuguesa da História, membro titular, honorário, associado emérito e correspondente de renomados institutos e academias, no Brasil e no exterior, como a Société Internationale de Prophylaxie Criminelle, com sede em Paris, e Academia Paraguaya de la Historia, com sede em Assunção, entre outras.


Foi agraciado com inúmeros títulos e comendas, em reconhecimento por toda uma vida de dedicada ao Direito e à história. Professor de Direito Civil e Direito Penal da Universidade Católica de Petrópolis (UCP) por mais de 20 anos. Autor das obras: “O Linguajar do Marginalizado – sociologia criminal” (1983), “Quilombos em Petrópolis” (1988), “Municípios e Topônimos Fluminenses” (1994), “A Morte de Koeler – a tragédia que abalou Petrópolis” (1996), “Ternas Recordações – poesias” (1999), “Palácios e Fóruns do Judiciário do Estado do Rio de Janeiro” (2005), ‘O Judiciário Fluminense – período republicano” (2006), “O Judiciário Fluminense e suas Comarcas – capital” (2008), “Comarcas Fluminenses – interior” (2009), “A Colonização do Sudeste – a prevalência italiana” (2012), “O que Vi e Ouvi, crônicas anedotizadas” (2017), “O Humor e o Riso, em versos livres” (2019).


Autor e produtor dos documentários: “O Quilombo de Paty do Alferes” (2004); “Princesa Isabel, A Redentora – revendo a história” (2010) e “Vila de Macacu, Convento de São Boaventura” (2010). Coordenou e organizou as obras: “Tribunais do Rio de Janeiro 250 anos – da Relação 1752 ao Tribunal de Justiça 2002” (2002) e “Obras Completas de Rui Barbosa – prefácios, notas e revisões por José Bezerra Câmara 1915/2015”, Prêmio FUNAGER 2015.


Recentemente, o Magistrado terminou sua última obra, ainda não publicada, “Complementando os Registros Históricos, uma breve contribuição à história de Bom Jesus do Itaboapoana”, e se dedicava à coordenação do livro “Tribunais do Rio de Janeiro – 270 anos, da Relação 1752 ao Tribunal de Justiça 2022”, obra realizada pelo Museu da Justiça – Centro Cultural do Poder Judiciário e de iniciativa do Presidente do Tribunal de Justiça do estado do Rio de Janeiro (TJRJ) e Associado do IMB, Desembargador Henrique Carlos de Andrade Figueira.


No próximo dia 5 de março, iria completar 90 anos. Deixa duas filhas. A missa de sétimo dia será realizada na próxima segunda-feira, dia 24, às 11h, na Igreja de São José, Rua Presidente Antônio Carlos, esquina com Rua São José, s/n, no Centro do Rio.

 

Em entrevista ao IMB, Magistrado falou sobre a paixão pelo Judiciário

 

Associado do Instituto dos Magistrados do Brasil e Membro da Comissão de Preservação da Memória Judiciária (Comemo) do TJRJ desde a sua criação pelo Tribunal, o Desembargador Antônio Izaías da Costa Abreu concedeu entrevista ao IMB em agosto de 2017, justamente sobre um dos seus maiores interesses: a preservação da memória do Judiciário.


Na entrevista, o Desembargador conta como surgiu o seu interesse sobre o valor histórico de personagens, locais e acontecimentos marcantes no Estado do Rio de Janeiro, bem como apresenta alguns dos seus trabalhos literários e revela sobre os documentários cinematográficos, comentando como conseguiu material histórico para realizar as suas obras.


Ele lembrou que, paralelamente à sua carreira na Magistratura, sempre se dedicou a pesquisas históricas e, especialmente após a sua aposentadoria, à história do Judiciário. Segundo ele, a dedicação à carreira, o amor à Justiça e o conhecimento do assunto foram fundamentais para o sucesso do trabalho ao qual se entregou por tantos anos.


Vale a pena assistir a entrevista na sessão de “Vídeos” do site do IMB (https://www.imb.org.br/) ou diretamente pelo link: https://www.youtube.com/watch?v=uB4XxCK7LQA.


O Desembargador Antônio Izaías sempre esteve presente em atividades do IMB, assim como cultivou o hábito de visitar a sede do Instituto, onde além de encontrar os colegas Magistrados também dedicava algum tempo a conversar com os funcionários da instituição, sempre muito educado e simpático.

 

 


O Magistrado também esteve no lançamento do livro da Professora Maria Inês de Oliveira Martins, em setembro de 2019, no Salão Nobre do Museu da Justiça, junto ao Presidente do IMB, Desembargador Fábio Dutra.


Ele participou com algumas edições de seus livros do último grande evento presencial do IMB, no mesmo ano, a I Feira Literária da Magistratura (Flimag), realizada de 09 a 13 de dezembro, no Salão dos Passos Perdidos do Museu do Antigo Palácio da Justiça do Rio de Janeiro, onde foram expostas obras literárias não jurídicas de Magistrados e de autores por eles indicados.

 

(Texto: Conceição Sá)

Notícias

Inauguração da foto do Des. Reinaldo Pinto Alberto Filho na Galeria dos ex-vice-presidente

II Seminário Internacional da Comissão de Direito da Integração

STJ indica quatro candidatos para vagas de ministro lista será enviada para escolha do presidente da República

O Superior Tribunal de Justiça sedia lançamento do livro “Herança Digital: o direito brasileiro e a experiência estrangeira”

Programa Inova TRT-12 retoma projetos em busca de solucionar os principais desafios da Justiça do Trabalho

Reta Final para prova objetiva do concurso da Magistratura TJSC

Ministro Salomão é indicado para corregedor nacional Mauro Campbell e Raul Araújo são eleitos para Enfam e Revista

Ministra Maria Thereza de Assis Moura será a próxima Presidente do STJ

Solenidade de posse da nova Diretoria do IMB teve entrega de medalhas e de título de Sócio-benemérito e lançamento de livro

Desembargador Peterson Barroso Simão é o novo Presidente do IMB

Diretoria da Academia Brasileira de Letras da Magistratura é composta por Magistrados de vários tribunais

Academia Brasileira de Letras da Magistratura será instalada na gestão do Desembargador Fábio Dutra à frente do IMB

Nova Diretoria do IMB é empossada em solenidade no Órgão Especial do TJRJ

Vice-presidente do IMB, Desembargadora Regina Passos, foi debatedora no lançamento do livro “Metendo a Colher”

IMB lamenta mortes dos Associados: Desembargadores Antônio Jayme Boente e Genarino Carvalho Pignataro


[Ver + notícias]
topo